Publicidade

Correio Braziliense

Amazon anuncia divisão de nova sede nos EUA e criação de 50 mil vagas

Os dois novos QGs da empresa terão o mesmo status que o seu original, em Seattle, Washington


postado em 13/11/2018 15:11

(foto: AFP)
(foto: AFP)
 
Washington, Estados Unidos - A gigante do comércio digital Amazon anunciou nesta terça-feira (13) que vai dividir sua "segunda sede" em dois locais - Nova York e um subúrbio de Washington -, o que implica um investimento de cerca de 5 bilhões de dólares.

"Essas duas locações nos permitirão atrair talentos de nível mundial que nos ajudarão a continuar investindo para nossos consumidores nos próximos anos", afirmou o presidente executivo da Amazon, Jeff Bezos, em um comunicado.

As novas sedes ficarão em Long Island City, na área do distrito do Queens (Nova York), e em Arlington (Virgínia). Serão criados 50 mil postos de trabalho, informou.

A decisão foi tomada após um ano de forte concorrência entre dezenas de cidades dos Estados Unidos que desejavam receber a gigante mundial do comércio digital.

A Amazon optou por dividir a sede entre Long Island City, bairro na área do Queens, na cidade de Nova York, e Crystal City, no estado da Virgínia do Norte, perto de Washington DC, onde a companhia planeja criar um novo bairro chamado National Landing.

Os dois novos QGs da empresa terão o mesmo status que o seu original, em Seattle, Washington. 

A Amazon disse que, nos próximos dez anos, Nova York oferecerá incentivos de 1,25 bilhão de dólares para criar 25 mil empregos em Long Island City.

"Este é um passo gigantesco para construir na cidade de Nova York uma economia que não deixe ninguém para trás. Estamos encantados que a Amazon tenha escolhido a cidade de Nova York para sua nova sede", disse o prefeito Bill de Blasio.

"Os nova-iorquinos terão dezenas de empregos novos e bem remunerados, e a Amazon terá os melhores talentos", celebrou.

Já a Virgínia ofereceu 550 milhões de dólares em incentivos durante 12 anos para a criação de uma quantidade similar de postos de trabalhando. Arlington oferecerá outros 23 milhões de dólares.

"É uma grande vitória para a Virgínia. Estou orgulhoso que a Amazon reconheça os tremendos ativos que a entidade municipal tem a oferecer e planeje criar raízes ali", disse o governador do estado, Ralph Northam.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade