Publicidade

Correio Braziliense

Primeira-ministra britânica propões o acordo do Brexit a um governo divido

A menos de cinco meses da data prevista para o Brexit, May tentava há dias concluir as negociações com Bruxelas para que o Parlamento britânico possa votar o acordo antes do recesso de fim de ano


postado em 14/11/2018 09:23

(foto: John Stillwell / POOL / AFP)
(foto: John Stillwell / POOL / AFP)
 
Londres, Reino Unido - A primeira-ministra britânica Theresa May tenta nesta quarta-feira (14/11) que seu governo aprove o projeto de acordo sobre o Brexit alcançado com Bruxelas, e deverá superar as fortes divisões do executivo antes de enfrentar a prova de fogo ante o parlamento.

"Chegou o momento da verdade", afirmou o jornal Daily Telegraph. "O Dia do Julgamento", disse, por sua vez, o Daily Mail.

Depois de receber os membros do gabinete na noite de terça-feira(13/11) para apresentar o texto dos negociadores britânicos e europeus, May reúne um conselho de ministros extraordinário no início da tarde para tentar obter a luz verde.

A menos de cinco meses da data prevista para o Brexit, May tentava há dias concluir as negociações com Bruxelas para que o Parlamento britânico possa votar o acordo antes do recesso de fim de ano. 

Citando duas fontes governamentais, a emissora pública irlandesa RTE afirmou que foi alcançado um acordo sobre a fronteira entre a Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte, principal entrave na negociação.

Contudo, o ministério de Relações Exteriores irlandês garantiu em nota que "as negociações entre a UE e o Reino Unido sobre um acordo de saída continuam e não foram concluídas". 

O acordo anunciado na terça-feira ainda deve ser oficialmente aprovado pelos líderes europeus, que devem convocar uma cúpula extraordinária no fim de novembro. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade