Publicidade

Correio Braziliense

Incêndio em ônibus deixa pelo menos 42 mortos no Zimbábue

Embora as autoridades não tenham falado qual foi a causa do acidente, o veículo ficou totalmente queimado


postado em 16/11/2018 11:35 / atualizado em 16/11/2018 15:41

Na semana passada, 47 pessoas morreram em uma colisão entre dois ônibus na estrada entre Harare(foto: Reprodução/Twitter)
Na semana passada, 47 pessoas morreram em uma colisão entre dois ônibus na estrada entre Harare (foto: Reprodução/Twitter)
 

Pelo menos 42 pessoas morreram e mais de 20 ficaram feridas no Zimbábue em decorrência de um incêndio em um ônibus na cidade de Gwanda, no sudoeste do país, informaram nesta sexta-feira, 16, fontes policiais.


O acidente aconteceu na quinta-feira, 15, durante a noite, quando o ônibus de passageiros viajava pela estrada de Bulawayo rumo à África do Sul, afirmou a porta-voz nacional da polícia, subcomissária Charity Charamba, em declarações ao jornal "The Herald".

Embora as autoridades não tenham falado qual foi a causa do acidente, o veículo ficou totalmente queimado, como se observa em imagens publicadas nas redes sociais.

"Um botijão de gás que um dos passageiros transportava é a possível causa das chamas que destruíram o ônibus", afirmou o jornal no Twitter. "Dezenas de pessoas morreram e outras ficaram queimadas", completou a publicação.

Os passageiros começaram a respirar gás no interior do veículo e quando o motorista acendeu as luzes para ver que acontecia, o fogo começou, explicaram vários dos feridos em entrevista à televisão estatal "ZBC".

Philisani Ndebele, porta-voz da polícia para a província de Matabeleland South, cuja capital é Gwanda, disse que as investigações do caso estão em andamento. A Cruz Vermelha do Zimbábue foi para a área ajudar no atendimento aos feridos, publicou a entidade no seu perfil da rede social Twitter.

Na semana passada, 47 pessoas morreram em uma colisão entre dois ônibus na estrada entre Harare, capital, e a cidade de Rusape, ao leste do Zimbábue. (Com agências internacionais)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade