Publicidade

Correio Braziliense

Dolce & Gabbana cancela desfile na China após acusações de racismo

O Great Show foi adiado após um escândalo provocado pela publicação de vídeos e comentários considerados racistas conta do Instagram da Dolce & Gabbana


postado em 21/11/2018 15:18

A empresa garante que a conta da Dolce & Gabbana havia sido hackeada(foto: AFP)
A empresa garante que a conta da Dolce & Gabbana havia sido hackeada (foto: AFP)
 
Pequim, China - A empresa de moda italiana Dolce & Gabbana anunciou nesta quarta-feira (21) que cancelou um desfile de moda previsto para esta noite em Xangai, após um escândalo provocado pela publicação de vídeos e comentários considerados racistas.

"O GREAT SHOW será adiado para data posterior por algumas razões. Pedimos desculpas pelo incômodo causado", pronunciou-se a empresa na rede social chinesa Weibo.

A polêmica veio à tona após a publicação de vídeos promocionais do desfile na conta do Instagram da Dolce & Gabbana. Neles, uma mulher asiática era vista tentando comer uma pizza e um espaguete com pauzinhos sob as ordens de uma voz masculina. Os usuários consideram o conteúdo vexatório. 

O caso se agravou após a divulgação na Internet de print-screens de uma discussão no Instagram entre um usuário e o estilista da marca, Stefano Gabbana, na qual este último usa emoticons de excremento para definir a China como "país da merda".

A empresa garante que a conta da Dolce & Gabbana havia sido hackeada. "Lamentamos os inconvenientes causados por essas publicações não autorizadas. Respeitamos a China e o povo chinês", escreveu a empresa no Twitter.

Várias celebridades chinesas iriam assistir ao desfile, mas após a polêmica a maioria anunciou nesta quarta-feira que não compareceria ao evento.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade