Publicidade

Correio Braziliense

Centenas de migrantes tentam pular cerca fronteiriça entre México e EUA

Os guardas americanos começaram a disparar bombas de gás lacrimogênio na direção dos migrantes que tentavam entrar nos Estados Unidos


postado em 25/11/2018 19:57 / atualizado em 25/11/2018 21:03

Migrantes tentaram neste domingo (25) pular a cerca fronteiriça que separa o México dos Estados Unidos, em Tijuana(foto: AFP / Pedro Pardo)
Migrantes tentaram neste domingo (25) pular a cerca fronteiriça que separa o México dos Estados Unidos, em Tijuana (foto: AFP / Pedro Pardo)

 

Centenas de centro-americanos da caravana de migrantes tentaram neste domingo (25) pular a cerca fronteiriça que separa o México dos Estados Unidos, em Tijuana, em meio a empurrões e com mulheres levando inclusive crianças, sem que a Polícia local tenha conseguido conter a multidão.

 

Ao menos 500 migrantes que participavam de uma manifestação que partiu do abrigo em que estão 5.000 centro-americanos se separaram da marcha e se lançaram, sem sucesso, à linha fronteiriça dos Estados Unidos. "Já estamos nos Estados Unidos?", perguntaram com desespero os migrantes, enquanto esperavam cruzar a cerca dupla fronteiriça que separa a cidade mexicana de Tijuana de San Diego, Califórnia.

 

Uma equipe da AFP constatou que um grupo numeroso conseguiu cruzar até um primeiro muro e tentou cruzar o segundo, coberto por arame farpado, para chegar aos Estados Unidos, onde agentes da patrulha fronteiriça se mobilizavam. Os guardas americanos começaram a disparar bombas de gás lacrimogênio na direção dos migrantes que tentavam entrar nos Estados Unidos. Os migrantes tentavam se proteger do gás cobrindo o rosto, enquanto as mães ajudavam os filhos. A multidão se amontoava na linha fronteiriça, aos empurrões e em meio aos gritos e ao choro das crianças.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade