Publicidade

Correio Braziliense

Mais de 140 baleias morrem em praia da Nova Zelândia; veja vídeo

Animais estavam encalhados em uma região remota da Ilha Stewart, na costa sul do país. Alguns ainda estavam vivos, mas como as condições de resgate eram ruins, foram submetidas a eutanásia


postado em 26/11/2018 12:47 / atualizado em 26/11/2018 12:51

(foto: Suzane de Oliveira / Department of Conservation / AFP)
(foto: Suzane de Oliveira / Department of Conservation / AFP)


Um total de 145 baleias-piloto morreram em um encalhe em massa em um ponto remoto de uma pequena ilha da Nova Zelândia, anunciaram nesta segunda-feira as autoridades. A descoberta aconteceu no sábado na Ilha Stewart, a 30 km da costa sul da Ilha Sul.
 
Metade das baleias já estavam mortas e, devido à condição das demais e sua localização, remota e de difícil acesso, as autoridades tomaram a decisão de submetê-las à eutanásia.

"Infelizmente, a probabilidade de que as baleias teriam a capacidade de reflutuar com sucesso era extremamente reduzida", disse Ren Leppens, diretor de operações do Departamento de Conservação da Ilha Stewart.

"A localização remota, a falta de funcionários nas proximidades e a situação grave das baleias significavam que a coisa mais humana a fazer era a eutanásia", completou. "No entanto, sempre é uma decisão de partir o coração".

Este foi um dos quatro encalhes descobertos no fim de semana na Nova Zelândia. Os encalhes de baleias são relativamente comuns nas costas neozelandesas: o Departamento de Conservação atende em média 85 incidentes por ano, a maioria de apenas um exemplar do animal. 
 
No domingo, 10 orcas encalharam em uma na praia da Ilha Norte. Duas morreram e na terça-feira as autoridades tentarão devolver as demais ao mar.

Um cachalote encontrado em Doubtless Bay morreu no sábado. Em Ohiwa, na costa oeste da Ilha Norte, uma baleia também foi localizada.

Não se sabe exatamente o que provoca o encalhe de baleias e golfinhos, mas algumas razões podem ser doenças, erros de navegação, características geográficas, um mudança repentina da maré, a perseguição de um predador e condições meteorológicas extremas.
 
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade