Publicidade

Correio Braziliense

Trump não acredita em relatório de seu governo sobre mudanças climáticas

"Eu não acredito", disse Trump na Casa Branca, acrescentando que os EUA não tomarão medidas para reduzir as emissões se o mesmo não for feito em outros países


postado em 26/11/2018 19:15

(foto: AFP)
(foto: AFP)
 
Washington, Estados Unidos - O presidente Donald Trump disse nesta segunda-feira que não acredita no relatório divulgado na semana passada por seu próprio governo alertando para grandes perdas econômicas caso as emissões de carbono continuem a alimentar as mudanças climáticas. 

"Eu não acredito", disse Trump na Casa Branca, acrescentando que os Estados Unidos não tomarão medidas para reduzir as emissões se o mesmo não for feito em outros países.

Trump disse que leu "alguns" trechos do relatório e que estava "bom". No entanto, ele rejeitou o alerta central na Avaliação Nacional do Clima, que indica que haverá perdas de centenas de bilhões de dólares até o final do século devido à mudança climática se não houver uma "mitigação global substancial e sustentada". 

"Não, não, eu não acredito", ele repetiu. "Você vai ter que ter China e Japão e toda a Ásia e todos esses outros países, você sabe. Este (relatório) se dirige ao nosso país", disse ele. 

"Agora estamos mais limpos do que já fomos. E isso é muito importante para mim. Mas se estamos limpos, mas todos os outros lugares da Terra estão sujos, isso não é tão bom. Então eu quero ar limpo, eu quero água limpa, isso é muito importante". 

De acordo com o relatório, as mudanças climáticas "causarão perdas crescentes à infraestrutura e propriedade americanas e deterão a taxa de crescimento econômico ao longo deste século". 

Os efeitos afetarão o comércio global, os preços de importação e exportação e os negócios dos EUA com operações no exterior e cadeias de fornecimento, acrescentou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade