Publicidade

Correio Braziliense

França suspende a alta do imposto sobre o combustível após protestos

Um total de 136.000 pessoas participaram no sábado dos protestos em toda a França. A violência deixou 263 feridos em todo o país, incluindo 133 na capital, enquanto 378 pessoas foram detidas, segundo um balanço oficial divulgado pelo governo francês


postado em 04/12/2018 09:40

(foto: AFP)
(foto: AFP)
 
Paris, França - O governo francês anunciou nesta terça-feira que vai suspender o aumento do imposto de combustível por seis meses e congelar os preços da eletricidade e do gás durante o inverno para acalmar os protestos dos "coletes amarelos". 
 
"Nenhum imposto merece comprometer a unidade da nação", disse o primeiro-ministro Edouard Philippe ao anunciar essas medidas em um discurso transmitido pela televisão. "É preciso ser surdo para não ouvir a raiva dos franceses", acrescentou
 
Um total de 136.000 pessoas participaram no sábado dos protestos em toda a França. A violência deixou 263 feridos em todo o país, incluindo 133 na capital, enquanto 378 pessoas foram detidas, segundo um balanço oficial divulgado neste domingo (2/12). Sua escala, inédita em Paris nas últimas décadas, levou Edouard Philippe a cancelar sua viagem à Polônia para a cúpula climática da COP24.
 
Emmanuel Macron acusou manifestantes violentos de quererem apenas o "caos". Seu ministro do Interior, Christophe Castaner, não havia descartado a possibilidade de estabelecer estado de emergência para evitar um novo surto de violência.
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade