Publicidade

Correio Braziliense

Pai e irmão do presidente argentino depõem sobre pagamento de propina

Juiz suspeita que Franco e Gianfranco Macri tenham feito parte da rede de corrupção integrada por empresários e funcionários criada durante os governos de Cristina e de Néstor Kirchner


postado em 11/12/2018 08:36 / atualizado em 11/12/2018 09:14

(foto: AFP)
(foto: AFP)
 

O juiz federal argentino Claudio Bonadio convocou o pai e um irmão do presidente da Argentina, Mauricio Macri, para prestar depoimento sobre um suposto pagamento de propina a funcionários do governo anterior, de Cristina Kirchner, para obter direito a exploração de rodovias.


Bonadio suspeita que Franco e Gianfranco Macri tenham feito parte da rede de corrupção integrada por empresários e funcionários criada durante os governos de Cristina e de Néstor Kirchner.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade