Publicidade

Correio Braziliense

Prefeito de Tijuana pede ajuda internacional para lidar com migrantes

Juan Manuel Gastelum ressaltou que o fechamento de uma passagem de fronteira e o cancelamento de reservas de viagem afetam a economia local


postado em 14/12/2018 08:58 / atualizado em 14/12/2018 09:29

(foto: Guillermo Arias / AFP)
(foto: Guillermo Arias / AFP)
 
O prefeito de Tijuana, na fronteira entre México e Estados Unidos, Juan Manuel Gastelum, pediu ajuda internacional para lidar com imigrantes da América Central que estão se reunindo na esperança de obter asilo em território norte-americano.

O político ressaltou que o fechamento de uma passagem de fronteira e o cancelamento de reservas de viagem afetam a economia local.

Segundo Gastelum, há limites para o que um governo local pode fazer. Ele apelou para que a comunidade internacional atue para resolver os problemas. De acordo com ele, a preocupação é com a deterioração da segurança. Há protestos constantes dos moradores.

Em 25 de novembro, alguns imigrantes tentaram passar pela fronteira, levando as autoridades dos Estados Unidos a fechar temporariamente uma importante travessia.

O presidente recém-empossado do México, Andrés Manuel López Obrador, e o dos Estados Unidos, Donald Trump, discutiram o assunto há dois dias. Trump reiterou sua posição linha-dura depois das negociações, ao publicar no Twitter que "o México está pagando pelo muro" entre os dois países.

*Com informações da NHK, emissora pública de notícias do Japão

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade