Publicidade

Correio Braziliense

Austrália decide reconhecer Jerusalém ocidental como capital de Israel

Tanto Israel quanto a Palestina reivindicam Jerusalém como capital


postado em 15/12/2018 12:20 / atualizado em 15/12/2018 12:27

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, anunciou que o país irá reconhecer formalmente Jerusalém como a capital de Israel. Ainda assim, a mudança de endereço da embaixada, atualmente em Tel-Aviv, só ocorrerá quando for alcançado um acordo de paz na região.

Ao mesmo tempo, Morrison explicou que a Austrália também reconhecerá Jerusalém Oriental como a capital do futuro estado da Palestina, assim que houver uma solução definitiva entre os dois estados neste sentido.

Tanto Israel quanto a Palestina reivindicam Jerusalém como capital. A Austrália se junta a um restrito grupo de países que acompanhou a decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, de transferir sua embaixada à cidade histórica.

No Brasil, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, já comunicou sua intenção de seguir os passos de Trump em relação ao reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel. Ainda assim, Bolsonaro já teve de enfrentar reações negativas de organizações árabes e também de setores produtivos brasileiros, como o de proteína animal, que poderá perder o acesso ao importante mercado consumidor de carne de frango Halal, produzido de acordo com as premissas árabes. (Caio Rinaldi, com Dow Jones Newswires)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade