Publicidade

Correio Braziliense

Macron defende ações de policiais para conter protestos na França

O presidente francês pediu 'as mais severas punições legais' contra os manifestantes violentos


postado em 23/12/2018 13:25 / atualizado em 23/12/2018 13:25

(foto: Raymond Roig/AFP)
(foto: Raymond Roig/AFP)

Autoridades francesas estão defendendo as ações policiais no país para conter a violência de protestos promovidos pelos coletes amarelos depois que um policial foi visto brevemente segurando uma arma no meio de uma multidão em Paris. O presidente da França, Emmanuel Macron, pediu "as mais severas punições legais" contra os manifestantes violentos. Em breve discurso realizado durante visita ao Chade, Macron pediu "ordem, calma e união".
 
O número de manifestantes caiu drasticamente no sábado (22/12), no sexto fim de semana consecutivo de ações do movimento dos coletes amarelos, mas a violência voltou ao foco novamente em Paris. Um vídeo do policial armado cercado por manifestantes circulou pelas redes sociais. Ele não disparou, mas a ameaça de ação letal chocou cidadãos.

Os sindicatos de policiais disseram neste domingo que o policial agiu em legítima defesa. O ministro do Interior da França, Édouard Philippe, elogiou o "profissionalismo e compostura" das forças de segurança do país e pediu um debate nacional para abordar as preocupações econômicas dos manifestantes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade