Publicidade

Correio Braziliense

Rússia encerra buscas após explosão de edifício que causou 39 mortes

Cerca de 1.100 pessoas viviam naquele prédio de cimento construído em 1973, na era da União Soviética. A explosão destruiu 35 apartamentos


postado em 03/01/2019 15:07

(foto: AFP PHOTO / RUSSIAN EMERGENCY SITUATIONS MINISTRY)
(foto: AFP PHOTO / RUSSIAN EMERGENCY SITUATIONS MINISTRY)
Moscou, Rússia -
Os serviços de emergência russos anunciaram nesta quinta-feira o fim das operações de busca e resgate no prédio que explodiu por um vazamento de gás em Magnitogorsk (leste), e cujo balanço oficial é de 39 mortos.

"Trinta e nove corpos foram encontrados, 38 dos quais foram identificados, e os serviços de resgate já não podem fazer mais nada", declarou o alto funcionário russo Alexandre Chuprian, citado pela agência de notícias Interfax.

O ministério russo das Situações de Emergência informou o resgate de seis sobreviventes que ficaram presos nos escombros. 

A explosão ocorreu em Magnitogorsk, uma cidade industrial da região de Cheliabinsk, cerca de 1.700 km a leste de Moscou, no sopé dos montes Urais.

Cerca de 1.100 pessoas viviam naquele prédio de cimento construído em 1973, na era da União Soviética. A explosão destruiu 35 apartamentos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade