Publicidade

Correio Braziliense

Nenhuma notícia falsa atenuará 'ditadura' de Maduro, diz parlamentar europeu

Representantes do chamado Grupo de Lima afirmaram que não irão reconhecer a legitimidade de um segundo mandato do presidente Nicolás Maduro


postado em 07/01/2019 10:35 / atualizado em 07/01/2019 15:03

O presidente do Parlamento Europeu, o deputado italiano Antonio Tajani (Partido Popular Europeu), afirmou nesta segunda-feira que o órgão Legislativo não reconhece a legitimidade do regime de Nicolás Maduro na Venezuela.

"Nenhuma notícia falsa embranquecerá a ditadura de Maduro. Não reconhecemos o regime. No Parlamento Europeu, estamos com os venezuelanos, humilhados a cada dia pela ditadura com opressão, pobreza e fome", escreveu Tajani em sua conta no Twitter. "A Venezuela deve recuperar a liberdade e a democracia com eleições limpas."

Na última sexta-feira, representantes do chamado Grupo de Lima - grupo que reúne Brasil, Colômbia, Peru, Chile, entre outros países - afirmaram que não irão reconhecer a legitimidade de um segundo mandato do presidente Nicolás Maduro na Venezuela e fizeram um apelo para que ele abdique de assumir uma nova gestão, como pretende fazer no próximo dia 10.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade