Publicidade

Correio Braziliense

Boeing e Airbus entregaram quantidade recorde de aviões em 2018

Mesmo com problemas no fornecimento de material empresas conseguiram produzir números superiores em relação ao ano de 2017


postado em 08/01/2019 18:06 / atualizado em 08/01/2019 18:57

(foto: Mobi Town/CB/CB/Reprodução/D.A Press)
(foto: Mobi Town/CB/CB/Reprodução/D.A Press)

 
New York, Estados Unidos - As fabricantes de aeronaves Boeing e Airbus anunciaram nesta terça-feira (8/1) terem entregado um volume recorde de aviões civis em 2018, apesar de problemas de produção dos fornecedores, que alteraram os respectivos calendários.

As duas gigantes da aeronáutica anunciaram quase simultaneamente os dados de entregas - em um contexto de batalha sem pausa para conquistar o mercado. À espera de dados definitivos da Airbus, que estão sendo auditados, a Boeing se mantém como líder mundial em termos de entregas - posição alcançada há quase sete anos. A empresa americana disse ter entregado 806 aviões civis em 2018, contra 800 anunciados provisoriamente por seu concorrente europeu.

Embora tenha alcançado um recorde, a Boeing ficou abaixo do que esperava, pois tinha estimado que em 2018 entregaria entre 810 e 815 aviões, contra 736 em 2017. Já a Airbus "alcançou a quantidade de 800 entregas de aviões comerciais em 2018" que tinha sido estabelecida, disse a empresa em comunicado.

A entrega de aviões é um indicador da saúde financeira das empresas, pois dá sinais de seu volume de negócios e de sua liquidez. Os dados anunciados pelas duas empresas ganham relevo pois, durante este ano, elas enfrentaram problemas com seus fornecedores de fuselagens e motores, que criaram temores de um resultado negativo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade