Publicidade

Correio Braziliense

Trump diz não saber se conseguirá acordo para acabar com a paralisação

A paralisação parcial do governo americano já é a maior da história


postado em 13/01/2019 08:34 / atualizado em 13/01/2019 14:25

(foto: AFP)
(foto: AFP)
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou na noite de sábado que não faz ideia se conseguirá um acordo com o partido Democrata para encerrar a paralisação parcial do governo norte-americano, que já se tornou a maior da história.

Ao ser perguntado por que ainda não declarou situação de emergência, que o permitiria obter dinheiro para a construção do muro na fronteira sem necessidade de aprovação do Congresso, o presidente afirmou que está dando aos parlamentares a chance de "agir com responsabilidade". As declarações foram dadas em entrevista por telefone à Fox News.

Investigação do FBI

Trump também respondeu à reportagem do jornal The New York Times, segundo a qual foi aberta uma investigação para averiguar se o presidente estava trabalhando para a Rússia contra os interesses dos EUA.

"Acho que é a pergunta mais ofensiva que já me fizeram, e acho que é a reportagem mais ofensiva que já escreveram sobre mim", declarou. "Se você ler a reportagem, verá que eles não encontraram absolutamente nada", disse ele. Trump afirmou também que nenhum outro presidente foi tão duro com a Rússia quanto ele.

Sobre seus possíveis adversários democratas nas eleições presidenciais do ano que vem, o presidente afirmou que não está preocupado. Perguntado sobre um candidato do partido adversário contra quem ele gostaria de concorrer, Trump citou Joe Biden, que foi vice-presidente de Barack Obama. O atual presidente também falou sobre o que ele vê como suas principais conquistas: baixo desemprego, redução de impostos e acordos comerciais. "Como alguém pode vencer isso?", perguntou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade