Publicidade

Correio Braziliense

Sistema de mísseis questionado pelos EUA respeita tratado, diz Rússia

O Tratado INF de 1987, que aboliu o uso de mísseis com um alcance de entre 500 e 5.500 quilômetros, pôs fim à crise dos euromísseis deflagrada na década de 1980 pela mobilização de ogivas nucleares SS-20 soviéticas dirigidas a capitais ocidentais


postado em 23/01/2019 10:25

(foto: Juan Mabromata / AFP)
(foto: Juan Mabromata / AFP)
O Exército russo garantiu, nesta quarta-feira (23/1), que seus mísseis respeitam o Tratado Nuclear de Mísseis de Médio Alcance (INF), questionado pelos Estados Unidos e do qual os americanos ameaçam se retirar.

"O alcance máximo do míssil 9M729 é de 480 km", disse à imprensa o alto comando militar russo, general Mikhail Matveevski, ao se referir a esse sistema russo de mísseis terrestre que podem transportar uma ogiva nuclear.

O Tratado INF (Intermediate-Range Nuclear Forces Treaty), de 1987, que aboliu o uso de mísseis com um alcance de entre 500 e 5.500 quilômetros, pôs fim à crise dos euromísseis deflagrada na década de 1980 pela mobilização de ogivas nucleares SS-20 soviéticas dirigidas a capitais ocidentais.

Em outubro passado, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou sua intenção de se retirar do acordo, ao considerar que Moscou o desrespeitou.

A Rússia nega as alegações "infundadas" e acusou Washington de violar o tratado.

Em dezembro, Washington impôs um ultimato de 60 dias a Moscou para cumprir o tratado INF.

O ministro russo das Relações Exteriores, Serguei Lavrov, disse na semana passada que Moscou está disposta a trabalhar para "salvar" este tratado sobre armas nucleares concluído durante a Guerra Fria.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade