Publicidade

Correio Braziliense

Democratas esperam que Trump assine hoje orçamento-tampão para governo dos EUA

Líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, afirmou esperar que o projeto de lei com o orçamento-tampão passe pela Câmara e seja assinado pelo presidente ainda hoje


postado em 25/01/2019 18:33 / atualizado em 25/01/2019 19:16

Schumer reforçou que os democratas ainda são
Schumer reforçou que os democratas ainda são "contra o muro" que Trump vinha exigindo construir na divisa com o México (foto: Agência France Presse )
 

Pouco após Donald Trump anunciar ter chegado a um acordo com os congressistas de ambos os partidos para encerrar o shutdown nos Estados Unidos e reabrir as partes paralisadas do governo até 15 de fevereiro, o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer, afirmou esperar que o projeto de lei com o orçamento-tampão passe pela Câmara e seja assinado pelo presidente ainda hoje.


"Quero agradecer ao presidente Trump e ao líder (da maioria republicana no Senado, Mitch) McConnell", discursou Schumer. "O shutdown mais longo da história americana finalmente vai acabar. O presidente concordou com nosso pedido de abrir o governo e depois debater segurança na fronteira."

O senador democrata comentou que as minúcias do orçamento para financiar o Departamento de Segurança Interna (DHS, na sigla em inglês) para além do projeto-tampão, pelo restante do ano fiscal de 2019, serão discutidas em um comitê misto, com lideranças da Câmara de Representantes e do Senado de ambos os partidos.

"Democratas e republicanos terão a oportunidade de negociar detalhes da legislação para o DHS como segurança na fronteira, assistência humanitária, tecnologia de inspeção antidrogas e muitos outros", explicou.

Schumer reforçou que os democratas ainda são "contra o muro" que Trump vinha exigindo construir na divisa com o México. "Mas concordamos com (os republicanos em) muitas coisas, como a necessidade por nova tecnologia e a necessidade de fortalecer a segurança nos postos de controle na fronteira", concluiu.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade