Publicidade

Correio Braziliense

General da Venezuela declara apoio a Guaidó e chama Maduro de ditador

Em vídeo publicado nas redes sociais ele afirmou que considera como legítimo o governo interino Juan Guaidó


postado em 03/02/2019 14:44

Nos últimos dias, militares de alta patente têm desertado e declarado apoio a Guaidó. O presidente interino prometeu anistia a todos eles(foto: AFP / Juan Barreto)
Nos últimos dias, militares de alta patente têm desertado e declarado apoio a Guaidó. O presidente interino prometeu anistia a todos eles (foto: AFP / Juan Barreto)
 
 O general de divisão da Aviação venezuelana Francisco Esteban Yánez Rodriguez, diretor de Planejamento Estratégico do alto comando da Aviação Bolivariana, disse em vídeo publicado nas redes sociais que considera como legítimo o governo interino Juan Guaidó, a quem chama de “nosso presidente”. No vídeo, ele afirmou desconhecer o poder do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Também na gravação, o general apela para que as pessoas saiam às ruas. Ele pediu que os “companheiros militares” não reprimam os protestos contrários à gestão de Nicolás Maduro.

"Eu me dirijo a vocês para informá-los que não reconheço a autoridade ditatorial e autoritária de Nicolás Maduro e reconheço o deputado Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela", afirmou o general Francisco Yánez, em que aparece com farda militar no vídeo.

Yánez disse que "90% da Força Armada Nacional Bolivariana (FAN) não estão com o ditador, estão com o povo da Venezuela".

“A transição à democracia é iminente, continuar mandando a Força Armada seguir reprimindo o nosso povo é continuar com as mortes de fome, de doenças e, Deus me livre, de combates entre nós mesmos."

Nos últimos dias, militares de alta patente têm desertado e declarado apoio a Guaidó. O presidente interino prometeu anistia a todos eles.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade