Publicidade

Correio Braziliense

Senado americano contraria Trump sobre retirada de tropas da Síria

A emenda na Lei de Segurança sobre o Oriente Médio foi recebida com profundo desconforto. Isso porque até mesmo os aliados republicanos de Trump aceitaram a proposta


postado em 05/02/2019 08:39

(foto: Alex Edelman / AFP)
(foto: Alex Edelman / AFP)

O Senado dos EUA aprovou nesta segunda-feira (4/1), por ampla maioria, uma emenda importante à decisão do presidente Donald Trump de retirar as tropas americanas da Síria e do Afeganistão, um sinal do profundo desconforto causado por essa estratégia entre suas próprias fileiras republicanas.

 

Segundo o texto, o Senado considera, ao contrário do presidente, que "os Estados Unidos enfrentam atualmente ameaças de grupos terroristas que operam na Síria e no Afeganistão e que uma retirada apressada dos Estados Unidos poderia colocar em risco os avanços feitos com grande dificuldade assim como a segurança nacional".

 

A emenda, que será integrada a uma lei sobre segurança no Oriente Médio, foi aprovada com 70 votos a favor e 26 contra. Apenas três dos 53 senadores que compõem a maioria republicana na Câmara Alta se opuseram a ela.

 

Foi o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, que não costuma criticar Trump em público, que apresentou a emenda na semana passada, alegando que os grupos jihadistas "Estado Islâmico (EI) e Al-Qaeda ainda não haviam sido derrotados".

 

A emenda McConnell completa um projeto de lei sobre segurança no Oriente Médio que defende novas sanções contra a Síria e planeja proteger as autoridades locais dos EUA que optam por não trabalhar com empresas que boicotem Israel.

 

Esse projeto foi aprovado por uma grande maioria em uma primeira votação na segunda-feira no Senado. Terça-feira à tarde deve ser ratificado novamente na Câmara Alta, antes de ser examinado pela Câmara dos Representantes, de maioria democrata.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade