Publicidade

Correio Braziliense

May se reúne com líderes ds UE com acordo do Brexit em ponto morto

A principal missão da líder conservadora de 62 anos é convencer os dois líderes da necessidade de mudar a salvaguarda projetada para evitar a chamada 'fronteira dura' entre a Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte, o que centra a rejeição do Parlamento britânico


postado em 07/02/2019 09:49

(foto: Arquivos / AFP)
(foto: Arquivos / AFP)

A primeira-ministra britânica, Theresa May, tenta convencer nesta quinta-feira (7/2) os líderes da União Europeia (UE) da necessidade de modificar o acordo Brexit e evitar um divórcio abrupto, menos de dois meses após sua consumação.

 

A premiê se reunirá com o chefe da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, num contexto tenso, após o chefe do Conselho Europeu, Donald Tusk, afirmar na véspera que os promotores do Brexit têm um lugar garantido no inferno.

 

A principal missão da líder conservadora de 62 anos é convencer os dois líderes da necessidade de mudar a salvaguarda projetada para evitar a chamada 'fronteira dura' entre a Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte, o que centra a rejeição do Parlamento britânico.

 

Tusk, que coordena as cúpulas de líderes, enfatizou a importância de evitar um "Brexit sem acordo" e disse esperar "sugestões realistas sobre como dar fim a este beco sem saída" da premiê britânica na sua reunião desta quinta-feira.

 

Políticos britânicos reagiram com raiva à declaração de Tusk, chamando-o de "diabólico maníaco europeu". 

 

"Donald Tusk mais uma vez mostra seu desprezo pelos 17,4 milhões de pessoas que votaram para escapar da corrupção da UE", disse Sammy Wilson, porta-voz do Partido Democrático Unionista da Irlanda do Norte. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade