Publicidade

Correio Braziliense

Familiares de Emiliano Sala iniciam luto por jogador

Na quinta-feira os investigadores britânicos anunciaram ter identificado o corpo encontrado nos destroços do avião, no fundo do Canal da Mancha


postado em 08/02/2019 19:13 / atualizado em 08/02/2019 19:24

As causas do acidente ainda são desconhecidas mas os investigadores esperam ter recuperado elementos suficientes para poder esclarecer a tragédia(foto: LOIC VENANCE / AFP )
As causas do acidente ainda são desconhecidas mas os investigadores esperam ter recuperado elementos suficientes para poder esclarecer a tragédia (foto: LOIC VENANCE / AFP )
 
Bournemouth, Reino Unido - Dezoito dias após seu desaparecimento, a família do argentino Emiliano Sala anunciou nesta sexta-feira (8) que "o luto começou", após a identificação na quinta-feira do corpo encontrado no fundo do Canal da Mancha nos destroços de seu avião, enquanto o mundo da o futebol presta homenagem ao atacante. 

"Poderemos começar o luto de nosso filho e irmão", disse a família do jogador de 28 anos à AFP nesta sexta. 

"Queríamos agradecer por todas as demonstrações de afeto e de apoio no momento mais doloroso de nossa vida. Ver que o mundo inteiro se mobilizou para nos acompanhar em nossa busca foi uma ajuda infinitamente valiosa, e também é graças a vocês que hoje nós poderemos começar o luto de nosso filho e irmão", acrescentaram os familiares. 

Sala e o piloto britânico David Ibbotson, de 59 anos, voaram em 21 de janeiro entre a França e o Reino Unido quando o avião desapareceu dos radares, a cerca de 20 km da ilha britânica de Guernsey.

'Gentileza, generosidade e humildade'

Na quinta-feira os investigadores britânicos anunciaram ter identificado o corpo encontrado nos destroços do avião, no fundo do Canal da Mancha.

"O corpo transferido para Portland foi formalmente identificado como o do jogador de futebol profissional Emiliano Sala", anunciou a polícia no Twitter.

"Não te esqueceremos nunca, Emi", publicou o Nantes em seu site. O clube que negociou o jogador com o Cardiff em janeiro, anunciou que o número 9, que pertenceu a Sala, será retirado das camisas do time principal.

Na França, "será feito um minuto de aplausos em todos os estádios", informou nesta sexta-feira a Liga de Futebol Profissional (LFP), sobre as partidas da primeira e segunda divisão deste fim de semana.

"Um jogador que encarnava a alegria de viver, a simpatia, a generosidade e a humildade", afirmou a presidente da LFP, Nathalie Boy de la Tour.

"Enviamos nossos mais sinceros pêsames e toda nossa compaixão à família de Emiliano", declarou o Cardiff, clube com o qual o jogador tinha acabado de assinar um contrato. "Ele e David (piloto do avião) vão continuar para sempre em nossos pensamentos", acrescentou.

"Antes do treino vamos fazer uma pequena cerimônia, digna e modesta, como ele era. Depois poderemos trabalhar? Isso é outra coisa", disse o técnico do Nantes, Vahid Halilhodzic.

As lendas do futebol argentino também renderam homenagens. "Lamento muito essa notícia tão triste. Muitos de nós guardávamos uma luz de esperança por você, Emiliano", disse Diego Maradona nas redes sociais.

"Minhas condolências aos familiares e amigos de Emiliano. Estamos com vocês e mandamos toda nossa força. Que descanse em paz", escreveu Lionel Messi com letras brancas sobre fundo preto, também nas redes sociais.

Encerrada a operação de resgate

Devido às previsões de mau tempo para os próximos dias, as autoridades britânicas decidiram encerrar a operação de resgate e, portanto, pararam de procurar pelo corpo do piloto.

"Vamos continuar investigando as circunstâncias desta morte", garantiu a polícia.

Quase duas semanas depois do desaparecimento do avião, as autoridades britânicas anunciaram no domingo terem encontrado os restos do avião no fundo do mar. No dia seguinte, relataram ter detectado com um veículo robô submarino a presença de "um ocupante" entre os restos da aeronave.

O corpo encontrado foi transferido na quinta-feira pela manhã pela Agência Britânica de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB). 

As tentativas de recuperar os destroços do avião "fracassaram", acrescentou a AAIB.

As causas do acidente ainda são desconhecidas mas os investigadores esperam ter recuperado elementos suficientes para poder esclarecer a tragédia.

"Como não foi possível recuperar o avião, a longa gravação efetuada pelo ROV (Remotely Operated Vehicle, veículo submarino por controle remoto) deverá trazer importantes elementos para a investigação", acrescentou o organismo.

No plano jurídico, o Nantes solicitou a dois advogados que analisem os recursos possíveis para obrigar o Cardiff a pagar pela transferência do atacante argentino, que chega a 17 milhões de euros.

A contratação havia sido registrada e o jogador tinha assinado seu contrato pouco antes do acidente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade