Publicidade

Correio Braziliense

Galinhas se unem e matam raposa que invadiu fazenda, na França

Caso aconteceu em uma fazenda-escola na cidade de Brittany, no nordeste francês


postado em 14/03/2019 10:56 / atualizado em 14/03/2019 11:49

Cena do filme 'A fuga das galinhas', que mostra a união de um grupo de aves para lutar contra seus opressores(foto: DreamWorks/Reprodução)
Cena do filme 'A fuga das galinhas', que mostra a união de um grupo de aves para lutar contra seus opressores (foto: DreamWorks/Reprodução)
Um famoso ditado brasileiro sugere que uma raposa dentro de um galinheiro é uma péssima notícia para as galinhas. Em um fazenda-escola de Brittany, no nordeste da França, porém, o que aconteceu foi o inverso.

Segundo Pascal Daniel, responsável pela Fazenda Le Gros Chêne, uma raposa entrou durante a noite no galinheiro da instituição, que comporta cerca de 3 mil aves. Mas quem se deu mal foi a invasora: ao perceber a ameaça, as galinhas, que costumam ser criadas soltas na propriedade e só são levadas ao galinheiro quando escurece, se uniram e partiram para um ataque em bando.

No dia seguinte, alunos da fazenda faziam a vistoria de costume e encontraram a raposa morta. "Bem ali, em um canto, achamos essa raposa morta. Acho que houve um instinto coletivo, e as galinhas a atacaram com seus bicos", afirmou Daniel à agência de notícias France-Presse.

Sistema de portas

Para o diretor da fazenda, a raposa deve ter entrado no galinheiro no fim da tarde e acabou retida no galinheiro depois que o sistema de fechamento das portas foi acionado.

Daniel contou ainda que, cerca de um ano atrás, outra raposa invadiu o espaço e acabou matando diversas aves. Desta vez, as galinhas mudaram o fim da história.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade