Publicidade

Correio Braziliense

Colisão entre dois ônibus causa 60 mortos em Gana

Cada veículo transportava cinquenta passageiros enquanto que, segundo a polícia e sobreviventes, um dos motoristas adormeceu. Equipes de resgate foram enviadas ao local.


postado em 22/03/2019 16:53 / atualizado em 22/03/2019 17:06

(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)
(foto: Lucas Pacífico/CB/D.A Press)

Sessenta pessoas morreram, na madruga desta sexta-feira(22/3) , na colisão frontal de dois ônibus em uma estrada no centro de Gana, informou a polícia deste país doeste africano, onde os acidentes rodoviários graves são comuns.

 

"A morte de sessenta pessoas foi confirmada", declarou um comandante da polícia, Joseph Antwi Gyawu, acrescentando que o acidente ocorreu por volta das 02h00 GMT (23h00 de quinta-feira no horário de Brasília) na região de Bono, cerca de 430 km ao norte da capital Accra. "Os veículos trafegavam em direções diferentes quando a colisão ocorreu", acrescentou. Um dos ônibus pegou fogo, causando queimaduras nas vítimas, enquanto o outro ficou esmagado.

 

Cada veículo transportava cinquenta passageiros enquanto que, segundo a polícia e sobreviventes, um dos motoristas adormeceu. Equipes de resgate foram enviadas ao local.

 

Segundo o dr. Kwame Arhin, do hospital de Kintampo, quase trinta feridos, alguns em estado grave, estão recebendo cuidados. "Sete dos 28 passageiros que foram trazidos para cá estão em estado crítico", disse o médico à AFP.

 

"Alguns dos sobreviventes disseram que um dos motoristas estava com tanto sono que os passageiros pediram que ele estacionasse o veículo, mas ele se recusou", declarou o chefe dos bombeiros de Kintampo, Ankomah Twene, à emissora local TV3. "Achamos que ele tem alguma responsabilidade pelo acidente", acrescentou.

 

Uma sobrevivente, Rose Anane, contou como escapou da morte. "Eu estava dormindo quando ouvi um barulho alto. Conseguimos quebrar uma janela e apenas um pequeno grupo - cerca de dez pessoas - conseguiu sair".

 

"Alguns segundos depois, o veículo pegou fogo com muitos passageiros ainda dentro do ônibus. Eles queimaram diante de nossos olhos, já era tarde da noite", disse ela.


Estradas da morte 

 

Este último acidente provocou novos pedidos para que as autoridades se envolvessem mais na aplicação das regras de trânsito para reduzir o número de vítimas em acidentes na estrada.

 

"Conversamos com a assembleia local para colocar lombadas na estrada, mas eles dizem que não é possível porque é uma estrada grande", disse Gifty Mintah, morador da região. "Mas as pessoas continuam a morrer e quanto tempo vamos vê-las morrer sem fazer nada?", questinou, indignado.

 

Os acidentes rodoviários são comuns em Gana, devido à má manutenção da rede, à não conformidade com o Código da Estrada e ao estado de muitos veículos.

 

Em média, seis pessoas morrem todos os dias em acidentes de trânsito neste país da África Ocidental, de acordo com a Polícia Rodoviária de Gana.

 

Em fevereiro de 2016, 70 pessoas morreram e 13 ficaram feridas na colisão de dois ônibus na mesma cidade de Kintampo.

 

Em julho de 2017, o ônibus que transportava jogadores de um dos principais clubes de futebol do país, Asante Kotoko, atingiu um caminhão parado.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade