Publicidade

Correio Braziliense

ONU pede doações para a África após passagem do ciclone Idai

O ciclone Idai, que na semana passada atingiu Moçambique e Zimbábue, matou mais de 400 pessoas e afetou centenas de milhares de pessoas, muitas das quais perderam suas casas, plantações e pertences


postado em 22/03/2019 17:11

(foto: Adrien Barbier/ AFP)
(foto: Adrien Barbier/ AFP)

O secretário geral da ONU António Guterres pediu nesta sexta-feira (22/3) à comunidade internacional que multiplique suas doações para os milhares de sobreviventes do ciclone Idai na África austral, insistindo na necessidade de "solidariedade" nos próximos meses.

 

Observando que se sente encorajado pelos esforços das equipes de resgate nacionais e internacionais, António Guterres disse que "o que é necessário a partir de agora, são fundos para apoiar a resposta (ao desastre) nos dias e semanas que vem", disse.

 

"Todos nós temos que afirmar nossa solidariedade com o povo de Moçambique, Malawi e Zimbábue", acrescentou."Eu gostaria de fazer um forte apelo à comunidade internacional para enfatizar o apoio" a esses países, disse ele, lembrando que a ONU liberou 20 milhões de dólares em uma primeira ajuda de emergência.

 

"No entanto, é necessária mais ajuda internacional", insistiu Guterres. O ciclone Idai, que na semana passada atingiu Moçambique e Zimbábue, matou mais de 400 pessoas e afetou centenas de milhares de pessoas, muitas das quais perderam suas casas, plantações e pertences.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade