Publicidade

Correio Braziliense

Ilha da Madeira vive luto pela morte de 29 alemães em acidente de ônibus

O ônibus, que tinha cerca de 50 pessoas a bordo, saiu da estrada em uma curva e caiu de uma colina.


postado em 18/04/2019 13:40 / atualizado em 18/04/2019 14:07

(foto: Rui Silva/AFP)
(foto: Rui Silva/AFP)
A ilha portuguesa da Madeira e a Alemanha estão de luto nesta quinta-feira (18), um dia após a morte de 29 turistas alemães em um acidente com um ônibus que tinha acabado de sair do hotel para levá-los a um restaurante.

O ônibus, que tinha cerca de 50 pessoas a bordo, saiu da estrada em uma curva e caiu dez metros abaixo, sobre uma casa construída na lateral de uma colina.

O acidente, cujos motivos ainda não são conhecidos, ocorreu em uma estrada secundária perto de Caniço, situada entre as cidades de Funchal, capital regional, e Santa Cruz, mais a leste.

O grupo de turistas, que comprou sua viagem na mesma agência alemã, tinha acabado de sair do hotel Quinta Splendida, onde estavam hospedados, para ir jantar no Funchal, disse um funcionário do hotel à AFP. 

O acidente matou 17 mulheres e 12 homens de nacionalidade alemã, a maioria entre 40 e 60 anos, segundo autoridades locais.

De acordo com uma sobrevivente alemã, pouco depois de sair, o ônibus bateu em uma parede e caiu em um aterro rolando pela montanha.

"As pessoas foram lançadas pela janela", disse a mulher, que não se feriu e não quis dar seu nome, a uma emissora portuguesa.

O Ministério Público da Madeira abriu uma investigação, enquanto o vice-presidente do governo regional, Pedro Calado, considerou "prematuro" antecipar as causas do acidente. O ônibus tinha cinco anos de uso e havia sido inspecionado recentemente.

- 'Imagens horríveis' -
Os feridos estão "em estado de choque, têm imagens horríveis na memória", relatou à emissora RTL Alemanha Ilse Everlien Berardo, pastora da igreja evangélica alemã, residente de Madeira, que foi mobilizada para ajudar seus compatriotas.

Em um comunicado, a chanceler alemã, Angela Merkel, expressou sua "tristeza e pesar" por este "terrível acidente de ônibus em Madeira".

O primeiro-ministro português, António Costa, revelou no Twitter ter entrado em contato com Merkel.

"Foi com profundo pesar que tive conhecimento do trágico acidente ocorrido na Madeira", lamentou o chefe de governo socialista.

"Em nome do governo português, apresento minhas mais sentidas condolências a todas as pessoas afetadas. Também tive a oportunidade de transmitir todo meu pesar à chanceler Angela Merkel por estes momentos difíceis", completou.

Em Lisboa, o presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, disse que irá ao local do acidente.

"Manifesto a tristeza e a solidariedade de todos os portugueses neste momento trágico, e o pesar a todas as pessoas próximas às vítimas, que, segundo me informaram, são todas alemãs", declarou o presidente.

Segundo a imprensa local, dois feridos são portugueses: o motorista do ônibus e um guia turístico. 

Equipes de legistas devem ser deslocadas para Funchal no intuito de auxiliar as autoridades da ilha na identificação das vítimas.

Situada a cerca de 500 km da costa do Marrocos, a Ilha da Madeira atrai a cada ano milhares de turistas estrangeiros, principalmente britânicos e alemães.

Formado pelas ilhas de Madeira e Porto Santo, o arquipélago tem 270 mil habitantes. Mais de 130 mil vivem em Funchal, a capital regional, cuja costa está totalmente urbanizada com hotéis de luxo e complexos turísticos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade