Publicidade

Correio Braziliense

Em Paris, católicos rezam por 'renovação', após incêndio de Notre Dame

Catedral pegou fogo há seis dias, sendo praticamente destruída


postado em 21/04/2019 15:24

 


Paris, França - Os católicos franceses celebraram um Domingo de Páscoa em Paris marcado pelo incêndio na catedral de Notre Dame, há seis dias, e orando por uma renovação, um renascer, tanto para o templo emblemático, como para a Igreja Católica em geral.


Na segunda-feira passada, o incêndio destruiu a famosa torre da catedral e dois terços de seu teto. O monumento vai passar anos fechado para reformas. 

Sem acesso à Notre-Dame, os paroquianos da catedral celebraram a Missa do Domingo de Páscoa um pouco mais à frente, na margem direita do Sena, na igreja de Santo Eustáquio. 

A esperança em um novo começo deu o tom do ofício religioso, coincidindo com a comemoração da ressurreição de Cristo, segundo a tradição cristã, neste domingo.

As chamas que devastaram a catedral foram um "sinal", disse Marie Fliedel, uma católica praticante de 59 anos, que acrescentou que agora sentia uma "renovação, uma comunhão e um impulso". 

"Espero que os cristãos reajam e tomem nota de tudo o que está acontecendo neste triste período e que isso nos reconcilie", disse ela. 

"Isso vai recriar uma unidade entre os católicos e, no infortúnio, o fogo nos dará forças para nos encontrarmos novamente e defender nossa religião", disse François Toriello, de 70 anos.

Em todo o mundo, a Igreja Católica foi abalada por vários escândalos de abuso sexual, inclusive na França, cujo cardeal Philippe Barbarin foi condenado a seis meses de prisão condicional por não denunciar os ataques sexuais contra crianças de um prelado. 

A prefeita de Paris, Anne Hidalgo, assistiu à missa celebrada em Santo Eustáquio, oficiada pelo arcebispo de Paris, Michel Aupetit. Ele agradeceu aos bombeiros por seu trabalho para salvar a catedral de um destino muito pior.

"Quando, por um momento, pensamos que as torres também poderiam cair, aquelas torres tão conhecidas em todo o mundo, a bravura e a perícia se combinaram às orações de todos os fiéis", disse ele à plateia, em meio à qual estavam alguns dos que combateram o fogo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade