Publicidade

Correio Braziliense

Bolsonaro tem agenda de negócios marcada nos Estados Unidos e na China

A ida aos EUA ocorrerá entre 13 e 15 de maio, quando irá a Nova York na chamada Brazilian Week


postado em 23/04/2019 16:29

(foto: MIGUEL SCHINCARIOL)
(foto: MIGUEL SCHINCARIOL)
O presidente Jair Bolsonaro tem uma agenda de compromissos internacionais para tratar de negócios nos próximos meses. Em maio, ele voltará aos Estados Unidos e, em agosto, irá à China. Em ambos países, se encontrará com empresários acompanhado de comitiva de ministros e do governo de São Paulo, João Doria, que anunciou as viagens nesta terça-feira (23/4), após reunião com o chefe do Palácio do Planalto, com autorização do próprio. 

A ida aos EUA ocorrerá entre 13 e 15 de maio, quando irá a Nova York na chamada Brazilian Week. Em 14 de maio, será homenageado como personalidade do ano, prêmio entregue em 2018 ao agora ministro da Justiça, Sérgio Moro, e em 2017 a Doria. O evento ocorrerá no New York American Marks Hotel, na Times Square. Em 15 de maio, Bolsonaro se encontrará com empresários no Metropolitan Club. Estará acompanhado de empresários brasileiros e de comitiva de autoridades: o ministro da Economia, Paulo Guedes; o secretário de Fazenda de São Paulo, Henrique Meirelles; os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP); além de Doria e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema. 

A missão na China será mais duradoura. Entre 3 a 10 de agosto, Bolsonaro cumprirá agenda no país que é o principal parceiro comercial do Brasil. A previsão é que se reúna com investidores e empresários chineses. Em 9 de agosto, participará da inauguração do escritório comercial de São Paulo em Xangai. A sala terá como foco a geração de negócios para o estado, incluindo programas de desestatização em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos, hidrovias, além de investimentos no agronegócio, na indústria, comércio, serviços e tecnologia. 

Antes da viagem aos dois países, Bolsonaro cumpre ainda este mês uma agenda nacional, em São Paulo. Em 29 de abril, participará da abertura da Agrishow, em Ribeirão Preto (SP). É a maior feira do agronegócio da América Latina e a quarta maior em todo o mundo. “O presidente é um entusiasta (do agronegócio) e confirmou presença no evento”, afirmou Doria. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade