Publicidade

Correio Braziliense

China envia 71 toneladas de assistência humanitária à Venezuela

Previsão nos próximos seis meses é a chegada de medicamentos e suprimentos médicos no valor de 104 milhões de dólares


postado em 13/05/2019 21:43 / atualizado em 13/05/2019 21:55

Ajuda trouxe 71 toneladas de medicamentos e equipamentos médico-cirúrgicos(foto: Yuri Cortez/AFP)
Ajuda trouxe 71 toneladas de medicamentos e equipamentos médico-cirúrgicos (foto: Yuri Cortez/AFP)
Um segundo avião com remédios e suprimentos médicos da China chegou à Venezuela nesta segunda-feira como parte dos acordos de cooperação "técnicos humanitários" firmados entre o governo de Nicolás Maduro e o país asiático.

Um Boeing 747 pousou no aeroporto de Maiquetía, na região de Caracas, com 71 toneladas de medicamentos e equipamentos médico-cirúrgicos, informou o governo em um comunicado à imprensa.

O carregamento inclui suprimentos para gestantes e medicamentos para tratamento de doenças respiratórias.

"Com essa segunda carga, mais o que já recebemos da Federação Russa, da Cruz Vermelha Internacional e do Crescente Vermelho" somam-se 166 toneladas de remédios e suprimentos, disse o ministro da Saúde, Carlos Alvarado, citado no relatório.

Alvarado anunciou que está previsto que chegue nos próximos seis meses à Venezuela medicamentos e suprimentos médicos no valor de 104 milhões de dólares.

Ele disse que, além da "assistência técnica humanitária", os medicamentos comprados diretamente da China também serão importados "para ajudar a reduzir o impacto do bloqueio criminoso perpetrado pelo império norte-americano".

O embaixador chinês na Venezuela, Baorong Li, disse esperar que os medicamentos reduzam os "danos causados por sanções estrangeiras", em uma alusão a medidas que incluem um embargo de petróleo em vigor desde 28 de abril.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade