Publicidade

Correio Braziliense

Países da Europa avaliam sanções contra regime da Venezuela

Diplomatas afirmam que as sanções analisadas também poderiam ser aplicadas contra importantes membros das Forças Armadas e do Judiciário venezuelano


postado em 15/06/2019 16:06 / atualizado em 15/06/2019 16:07

Nicolas Maduro, presidente da Venezuela.(foto: Marcelo Garcia/AFP)
Nicolas Maduro, presidente da Venezuela. (foto: Marcelo Garcia/AFP)
Vários países importantes da Europa avaliam a imposição de sanções contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e outros graduados funcionários do país, como resposta às recentes medidas adotadas contra opositores políticos.

Diplomatas e membros da oposição venezuelana com conhecimento dos planos disseram que as sanções analisadas também poderiam ser aplicadas contra importantes membros das Forças Armadas e do Judiciário, que têm sido fundamentais na detenção dos aliados do líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó.

Apesar disso, o principal obstáculo para o plano é o temor de que isso possa ser um obstáculo aos atuais esforços internacionais para encontrar uma saída negociada para a crise do país.

As fontes falaram sob condição de anonimato, já que não estavam autorizadas a mencionar as deliberações. Os enviados de Maduro e Guaidó participaram de duas rodadas de uma tentativa de mediação da Noruega, mas as conversas não têm gerado frutos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade