Publicidade

Correio Braziliense

Semana crucial para os aspirantes a primeiro-ministro no Reino Unido

Os seis candidatos conservadores ao cargo de Theresa May enfrentarão hoje uma segunda rodada de votação e quando a semana terminar, apenas dois candidatos permanecerão


postado em 18/06/2019 12:11

Rory Stewart, um dos candidatos ao cargo de Theresa May(foto: Tolga Akmen/AFP)
Rory Stewart, um dos candidatos ao cargo de Theresa May (foto: Tolga Akmen/AFP)
Os seis candidatos conservadores ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido enfrentarão nesta terça-feira (18) uma segunda rodada de votação e quando a semana terminar, apenas dois candidatos permanecerão.

O resultado da disputa pode determinar as condições sob as quais o Reino Unido deixará a União Europeia, em princípio no dia 31 de outubro. 

Os 313 deputados do Partido Conservador participam de uma votação secreta para substituir a primeira-ministra Theresa May.

Após a votação de hoje, serão realizadas rodadas sucessivas até que restem apenas dois candidatos, que disputarão o voto dos 160 mil membros do partido.

Boris Johnson, ex-ministro das Relações Exteriores e um dos líderes da campanha pró-Brexit, venceu a primeira rodada na semana passada com 114 votos, mais que o dobro do número obtido pelos outros candidatos.

Johnson disse que está disposto a deixar a UE em 31 de outubro sem um acordo, embora prefira obter um antes dessa data.

Segundo os opositores desta solução, uma saída sem acordo causaria caos econômico e deixaria o Reino Unido sem seu principal parceiro econômico.

Os candidatos que não conseguirem o voto de pelo menos 33 deputados nesta terça serão eliminados. O resultado será anunciado às 17h00 GMT (14h00 de Brasília). Duas horas depois, os candidatos ainda em disputa debaterão em um programa de televisão da BBC.

Na quarta-feira haverá outra rodada de votação e mais duas na quinta, se necessário.

A decisão final estará nas mãos dos membros do partido que votarão pelo correio. O resultado será anunciado na semana de 22 de julho.

O ministro das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, terminou em segundo na votação da semana passada, com 43 votos, seguido pelo ministro do Meio Ambiente, Michael Gove (37), o ex-ministro do Brexit Dominic Raab (27), o ministro do Interior Said Javid (23) e o secretário de Desenvolvimento Internacional Rory Stewart (19).

Stewart, o 'outsider'

Stewart, considerado um "outsider", destacou-se no debate de domingo no Canal 4, graças também a sua presença nas redes sociais que atrai o voto centrista.

Stewart disse à BBC nesta terça-feira (18) que não se importa em ser considerado o candidato para "deter Boris" e acusou seu rival de fazer promessas sobre o Brexit que não poderá cumprir.

No debate de domingo, quatro dos cinco candidatos disseram que tentariam renegociar o acordo de saída com Bruxelas, apesar de os líderes da UE terem descartado tal possibilidade.

No entanto, Stewart disse que apoiaria o atual acordo, apesar de ter sido rejeitado três vezes pelo Parlamento este ano, em um processo que levou Theresa May a abrir mão de seu cargo.

Os quatro candidatos, com exceção de Stewart, não descartaram uma saída sem acordo em 31 de outubro.

Por sua parte Raab, que renunciou como ministro do Brexit em protesto contra os compromissos do governo com Bruxelas, foi mais longe do que seus concorrentes e disse que não descarta suspender o Parlamento para impedir que os deputados bloqueiem um Brexit sem acordo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade