Publicidade

Correio Braziliense

Merkel critica ataques de Trump contra mulheres congressistas

A chanceler alemã disse que criticas do presidente americano são contra a "grandeza dos Estados Unidos"


postado em 19/07/2019 10:17 / atualizado em 19/07/2019 10:16

Angela Merkel, chanceler da Alemanha(foto: Tobias Schwarz/AFP)
Angela Merkel, chanceler da Alemanha (foto: Tobias Schwarz/AFP)
A chanceler alemã, Angela Merkel, declarou nesta sexta-feira (19/7) que os recentes tuítes do presidente Donald Trump contra mulheres congressistas de origem estrangeira são contra a "grandeza dos Estados Unidos" e manifestou seu apoio incondicional a essas representantes.

"Eu me distancio claramente desses ataques e sou favorável a essas mulheres", afirmou Merkel em uma entrevista coletiva.

"A força dos Estados Unidos está no fato de que pessoas de diferentes origens contribuem para a grandeza do país", insistiu a chanceler, que mantém relações difíceis com o presidente Trump.

Na segunda-feira (15/7), a primeira-ministra britânica, Theresa May, já havia considerado as declarações de Trump sobre as representantes democratas de origem estrangeira "totalmente inaceitáveis".

No Twitter, o presidente americano perguntou, em alusão às parlamentares críticas de sua gestão: "Por que não voltam e ajudam a consertar os lugares completamente falidos e tomados de crimes de onde vocês vêm?".

Trump não citou nenhuma congressista, mas sua menção às "representantes democratas progressistas" foi interpretada como uma alusão a Alexandria Ocasio-Cortez, de Nova York; Ilhan Omar, de Minnesota; Rashida Tlaib, de Michigan; e Ayanna Pressley, de Massachusetts.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade