Publicidade

Correio Braziliense

Londres e Seul assinam acordo de livre-comércio pós-Brexit

Tratado permitirá que os dois países continuem suas negociações mesmo após a saída do Reino Unido da União Europeia


postado em 22/08/2019 14:03

(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
(foto: Caio Gomez/CB/D.A Press)
O Reino Unido e a Coreia do Sul assinaram nesta quinta-feira (22/8) um acordo de livre-comércio que lhes permitirá continuar a negociar livremente após a saída britânica da União Europeia (UE), programada para 31 de outubro.

A ministra sul-coreana do Comércio, Yoo Myung-hee, reuniu-se hoje, em Londres, com sua colega britânica, Liz Truss, para assinar este tratado para proteger o comércio entre os dois países.

Preparando-se para a iminente chegada do Brexit, que o primeiro-ministro Boris Johnson prometeu realizar na data prevista, com ou sem um acordo de divórcio com Bruxelas, o Reino Unido assinou até agora 13 acordos comerciais.

Eles retomam as disposições dos acordos alcançados pela UE com esses países. O pacto assinado com Seul é o primeiro com um país asiático.

Os intercâmbios entre o Reino Unido e a Coreia do Sul aumentaram cerca de 12% ao ano desde a assinatura do acordo de livre-comércio entre a UE e a Coreia do Sul, em 2011. Em 2018, eles representavam 14,6 bilhões de libras (17,7 bilhões de dólares), disse o Ministério do Comércio britânico em um comunicado.

A indústria automobilística, a tecnologia, a energia renovável e a produção de cerâmica são alguns dos principais setores britânicos que exportam para a Coreia do Sul.

O acordo assinado nesta quinta-feira "reproduz, na medida do possível, os efeitos do acordo comercial entre a UE e a Coreia do Sul, permitindo que as empresas continuem se beneficiando de condições preferenciais", disse o comunicado.

Nas palavras de Yoo Myung-hee, a assinatura deste acordo "dissipará largamente as incertezas do Brexit sobre nossa longa e preciosa parceria econômica".

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade