Publicidade

Correio Braziliense

Com ajuda do Google Earth, corpo desaparecido há 22 anos é encontrado

Os restos mortais são de William Moldt e, graças ao aplicativo, foram encontrados na Flórida, nos Estados Unidos


postado em 13/09/2019 16:13 / atualizado em 13/09/2019 17:35

Polícia encontra corpo desaparecido há 22 anos na flórida, graças ao Google Earth(foto: National Missing and Unindentified Persons System)
Polícia encontra corpo desaparecido há 22 anos na flórida, graças ao Google Earth (foto: National Missing and Unindentified Persons System)
Desaparecido há 22 anos, em Lantana, na Flórida, os restos mortais de William Moldt, que, ná época tinha 40 anos, foram encontrados dentro de um carro submerso, graças ao aplicativo Google Earth. O sumiço ocorreu em 7 de novembro de 1997.

Moldt teria saído para uma boate e não retornou. A polícia foi acionada e, depois de várias tentativas de busca, deu o caso como encerrado. Depois de receber a denúncia de um carro submerso em um lago em Moon Bay Circle, na Flórida, a polícia de Palm Beach apurou a ocorrência e concluiu que havia um corpo dentro do veículo. O cadáver era de William Moldt.

Corpo desaparecido é encontrado dentro de carro submerso, na Flórida(foto: Reprodução/ Google Earth)
Corpo desaparecido é encontrado dentro de carro submerso, na Flórida (foto: Reprodução/ Google Earth)


Em nota, a delegacia responsável pelo caso afirmou que "um ex-morador de Grand Isles estava fazendo uma pesquisa no Google Earth, nessa região, quando notou o que parecia ser um veículo no lago". Com a hipótese de uma situação real, o indivíduo se juntou a um vizinho e usou um drone para coletar imagens e confirmar o caso.



Segundo o portal Charley Project, "surpreendentemente, o veículo estava claramente visível em uma foto de satélite do Google Earth da área desde 2007, mas aparentemente ninguém percebeu até 2019".



A família da vítima já foi informada pela polícia sobre a localização do corpo.

* Estagiária sob supervisão de Roberto Fonseca

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade