Publicidade

Correio Braziliense

França desaloja acampamento de migrantes no norte do país

A maioria dos imigrantes são procedentes do Curdistão iraquiano; o acampamento começou a se formar no fim de 2018


postado em 17/09/2019 10:34

Polícia Francesa durante a evacuação do campo de imigrantes no norte da França.(foto: Francois Lo Presti/AFP)
Polícia Francesa durante a evacuação do campo de imigrantes no norte da França. (foto: Francois Lo Presti/AFP)
A polícia francesa começou a desmantelar nesta terça-feira (17) um grande acampamento de migrantes no norte do país, onde mais de mil pessoas viviam, em cumprimento a uma decisão da justiça.

 

O acampamento começou a se estabelecer em dezembro de 2018, quando o prefeito de Grande Synthe (norte) abriu de forma provisória um ginásio para abrigar famílias de migrantes, a maioria procedente do Curdistão iraquiano, para que se protegessem do intenso frio.

 

Mas o número de pessoas que começou a se instalar no ginásio e em seus arredores cresceu até alcançar mais de mil pessoas, vivendo sobretudo em barracas. 

 

Em 4 de setembro, um tribunal francês ordenou que o ginásio fosse fechado, atendendo assim aos pedidos das autoridades locais e dos moradores da região, que se queixavam de violência, sujeira e tráfico de drogas.

 

As autoridades francesas impedem que grupos de migrantes formem acampamentos desde o desmantelamento em 2016 de uma imensa zona de migrantes na região de Calais, no norte, chamada de Selva.

 

Esta política do governo foi criticada por grupos de direitos humanos. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade