Publicidade

Correio Braziliense

Parlamento venezuelano ratifica Guaidó como presidente encarregado

Ratificação ocorre após o governo de Maduro e um setor minoritário da oposição concordarem em empreender um diálogo para tentar resolver a grave crise que envolve o país


postado em 17/09/2019 15:49

Juan Guaidó(foto: Matias Delacroix/AFP)
Juan Guaidó (foto: Matias Delacroix/AFP)
O Parlamento venezuelano, de maioria opositora, ratificou Juan Guaidó como presidente encarregado do país até que "cesse a usurpação" por parte do presidente Nicolás Maduro, segundo um acordo aprovado nesta terça-feira (17/9).

Aratificação acontece um dia depois de o governo de Maduro e um setor minoritário da oposição concordarem em empreender um diálogo, à margem de Guaidó, para tentar resolver a grave crise política e econômica.

O acordo legislativo consagra o "apoio político irrestrito à liderança de Juan Guaidó como presidente da Assembleia Nacional e como presidente encarregado (...) até o fim da usurpação".

Esta decisão implicaria que o opositor, reconhecido como mandatário interino por cerca de 50 países, continuará à frente da câmara depois do próximo 5 de janeiro, quando o período chega ao fim.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade