Publicidade

Correio Braziliense

Pacotes misteriosos de droga em praias da França intrigam autoridades

Desde meados de outubro, já foram encontrados 763 quilos de entorpecentes, em especial cocaína


postado em 11/11/2019 14:50

(foto: Gaizka Iroz/AFP)
(foto: Gaizka Iroz/AFP)
Rennes, França — A chega de misteriosos pacotes de droga à costa atlântica francesa intriga as autoridades, que desde meados de outubro recuperaram 763 quilos de entorpecentes, em especial cocaína. Um acidente com o transporte, ou descarga voluntária da mercadoria? Os investigadores tentam elucidar a origem dos pacotes.

 

"Várias hipóteses são possíveis, mas privilegiamos no momento a de uma descarga após uma avaria, ou uma tempestade", afirmou o procurador de Rennes, Philippe Astruc. A chegada dos pacotes acontece desde meados de outubro, com uma intensificação desde 4 de novembro", completou.

 

(foto: AFP)
(foto: AFP)
Os investigadores fizeram análises preliminares e concluíram que os pacotes encalhados são cargas com produtos entorpecentes - em especial cocaína de um grau de pureza importante e, por isto, particularmente perigosa -, destacou a Procuradoria. "São pacotes de pasta base de cocaína, com uma pureza de 83%, que encalham na costa atlântica de Landas (sudoeste) até a foz do (rio) Loire (noroeste)", relata Astruc.

 

"Já recuperamos 763 quilos de entorpecentes", disse o procurador, que também destacou o reforço da vigilância, especialmente nas Alfândegas ao longo do litoral francês. No departamento de Gironde, os pacotes de cocaína foram encontrados na quinta-feira nas praias Teste e Arcachon.

 

A polícia pediu aos moradores que comuniquem imediatamente as autoridades, caso encontrem os pacotes. Cinco localidades de Gironde vetaram o acesso às praias. A Polícia informou que transportar este tipo de produto é um crime que pode ser punido com dez anos de prisão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade