Publicidade

Correio Braziliense

Com ''chifre'', filhote de cachorro ganha apelido de unicórnio no Facebook

Filhote de cachorro chama a atenção da internet por ter rabo extra no centro da testa


postado em 14/11/2019 08:58 / atualizado em 14/11/2019 11:27

O filhote chamou atenção pelo rabo extra no meio da testa(foto: Reprodução/Facebook)
O filhote chamou atenção pelo rabo extra no meio da testa (foto: Reprodução/Facebook)
Um filhote de cachorro de apenas 10 semanas chamou a atenção de todos na internet, por ter nascido com um rabo no meio da testa. O cachorro foi resgatado por um centro de proteção de animais no Missouri, nos Estados Unidos, segundo informações da BBC. 
Em menos de 24 horas Narwhal teve milhares de curtidas em suas fotos e vídeos postados no Facebook. Em uma das postagens o cachorrinho ganhou o apelido de "filhote de unicórnio mágico".

Não haver necessidade de se retirar o rabo(foto: Reprodução/Facebook)
Não haver necessidade de se retirar o rabo (foto: Reprodução/Facebook)
Na terça-feira (12/11), o filhote foi visitado por veterinários, que avisaram não haver necessidade de se retirar o rabo extra. Os exames de raios-x mostraram que o rabo extra não está conectado a nenhum órgão interno e não tem nenhum osso.

Raios-x mostraram que o rabo extra, não está conectado a nenhum órgão interno(foto: Reprodução/Facebook)
Raios-x mostraram que o rabo extra, não está conectado a nenhum órgão interno (foto: Reprodução/Facebook)
Em entrevista à BBC, a dona do abrigo Rochelle Steffen explica que, apesar da estética, o rabo extra não faz mal algum. "Narwhal não sente dor e brinca o tempo todo". 

Toda essa divulgação do pequeno Narwhal no Facebook ajudou a ampliar o trabalho do centro de proteção de animais que resgatou o filhote, que ainda não está disponível para adoção. Os cuidadores do centro querem que ele cresça um pouco mais. "Queremos nos certificarmos de que o rabo não será um problema", completou Steffen.

Narwhal é apenas um da centenas de cachorros abandonados na zona rural do Missouri.
 
*Estagiária sob a supervisão de Vinicius Nader 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade