Publicidade

Correio Braziliense

China não ficará parada se situação em Hong Kong se descontrolar

Manifestantes pró-democracia incendiaram nesta segunda-feira (18/11) a entrada do campus universitário em Hong Kong


postado em 18/11/2019 09:51 / atualizado em 18/11/2019 10:28

A situação se tornar incontrolável em Hong Kong, disse o embaixador chinês em Londres, Liu Xaoming(foto: Niklas Halle'n / AFP)
A situação se tornar incontrolável em Hong Kong, disse o embaixador chinês em Londres, Liu Xaoming (foto: Niklas Halle'n / AFP)
O governo chinês não ficará sem fazer nada se a situação se tornar incontrolável em Hong Kong, disse o embaixador chinês em Londres, Liu Xaoming, nesta segunda-feira (18/11). 

"Acho que o governo de Hong Kong está fazendo todo o possível para manter a situação sob controle, mas se a situação se tornar incontrolável, o governo central não ficará sem fazer nada", afirmou Liu. 

"A China tem determinação e poder suficientes para acabar com o levante", acrescentou.

Manifestantes pró-democracia incendiaram nesta segunda-feira a entrada do campus universitário em Hong Kong em que estão entrincheirados para impedir uma intervenção da polícia, que ameaçou utilizar "munição letal" caso os mobilizados recorram a "armas letais" nos confrontos ao redor da Universidade Politécnica (PolyU).

Hong Kong é cenário desde junho de manifestações sem precedentes contra a interferência da China e a favor de mais democracia no território semiautônomo de 7,5 milhões de habitantes, que sofre sua crise política mais grave desde 1997, quando retornou à soberania chinesa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade