Publicidade

Correio Braziliense

EUA: Comitê Judiciário da Câmara pode votar impeachment de Trump esta semana

Os democratas na Câmara dos Deputados estão deliberando sobre se devem focar as acusações na campanha de pressão de Trump sobre a Ucrânia ou se devem adotar uma lista mais ampla de acusações


postado em 08/12/2019 15:56 / atualizado em 08/12/2019 18:09

(foto: MANDEL NGAN/AFP )
(foto: MANDEL NGAN/AFP )
O Comitê Judiciário da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos pode votar ainda nesta semana o processo de impeachment do presidente Donald Trump, disse hoje o presidente do comitê, sugerindo que está preparado para avançar sem o apoio republicano.

Os democratas na Câmara dos Deputados estão deliberando sobre se devem focar as acusações na campanha de pressão de Trump sobre a Ucrânia ou se devem adotar uma lista mais ampla de acusações. Amanhã, 09, o Comitê Judiciário ouvirá de seus advogados e de outros comitês posicionamentos sobre os fundamentos constitucionais do impeachment e as evidências reunidas contra Trump.

O deputado Jerrold Nadler, do Partido Democrata e presidente do comitê, disse que oo seu partido construiu um caso "sólido" contra Trump e se moverão rapidamente para redigir as bases do impeachment.

"Meu objetivo é fazê-lo o mais rápido possível, mas da maneira mais justa", disse Nadler em entrevista à rede CNN. "Se partirmos para o impeachment, será pelos motivos adequados e urgentes para defender nossa república." Sobre os Republicanos, ele disse: "Cabe a eles decidir se querem ser patriotas ou partidários".

Os republicanos respondem que as ações do presidente não dão base ao impeachment, e que os democratas estão envolvidos em um esforço partidário para tirar Trump do cargo. "Tudo isso se resume a uma coisa", disse à CNN o deputado Mark Meadows, principal aliado do presidente. "Os democratas estão analisando um impeachment partidário do presidente dos Estados Unidos". Fonte: Dow Jones Newswires.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade