Publicidade

Correio Braziliense

Tempestade Gloria deixa 12 mortos e quatro desaparecidos na Espanha

Desde o inicio da temporada de tempestades na Espanha, esta é a sétima grande tormenta que estão cada vez mais devastadoras, diz o chefe de governo Pedro Sánchez


postado em 24/01/2020 13:32

O número de mortos por uma tempestade violenta que causou estragos em grandes extensões da costa leste e sul da Espanha subiu para 12, com equipes de resgate ainda procurando por quatro pessoas.(foto: JOSEP LAGO / AFP)
O número de mortos por uma tempestade violenta que causou estragos em grandes extensões da costa leste e sul da Espanha subiu para 12, com equipes de resgate ainda procurando por quatro pessoas. (foto: JOSEP LAGO / AFP)
Pelo menos 12 pessoas morreram, e quatro estão desaparecidas, após a passagem da tormenta Gloria pelo leste da Espanha entre domingo e quinta-feira (23) - anunciou o chefe de governo Pedro Sánchez, que atribuiu o fenômeno à mudança climática.

Sánchez manifestou sua "solidariedade para com as famílias das 12 pessoas falecidas e das quatro que ainda estão desaparecidas", acrescentando que "estamos mobilizando todos os recursos humanos e materiais para podermos localizá-las o quanto antes".

"O mar invadiu até três quilômetros de terra no delta do Ebro", um parque natural protegido na Catalunha, afirmou.

"Em algumas áreas, as chuvas caídas em um único dia superaram o total previsto para todo ano", completou Sánchez.

"Esta é a sétima grande tormenta que temos desde que começou a temporada de tempestades. São cada vez mais devastadoras", afirmou ele, destacando que a Espanha está particularmente exposta aos efeitos da mudança climática.

Na terça-feira, seu governo se comprometeu a apresentar uma lei de transição energética para combater o aquecimento global nos "primeiros 100 dias" de seu mandato, ou seja, até o final de abril.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade