Publicidade

Correio Braziliense

Vírus chinês 'não é tão potente' quanto o da SARS, mas é mais contagioso

A SARS causou 774 mortes em todo o mundo (incluindo 349 na China continental e 299 em Hong Kong)


postado em 26/01/2020 11:45

(foto: Alain JOCARD / AFP)
(foto: Alain JOCARD / AFP)
O novo coronavírus que contaminou cerca de 2.000 pessoas na China e matou mais de 50 "não é tão potente" quanto o vírus da SARS, a origem de uma epidemia mortal em 2002-2003, mas é mais contagioso, informaram neste domingo funcionários da saúde chineses.

 

Aparecido em Wuhan (centro) em dezembro, o vírus causador da doença pertence à família dos coronavírus, assim como o da SARS (Síndrome Respiratória Aguda Grave), que são transmitidos entre humanos e causam sérios problemas respiratórios.

 

A SARS causou 774 mortes em todo o mundo (incluindo 349 na China continental e 299 em Hong Kong).

 

"Aparentemente, até agora, esta doença não é (...) tão potente quanto a SARS", disse Gao Fu, chefe do Centro chinês de Controle e Prevenção de Doenças, durante uma conferência de imprensa. 

 

No entanto, parece que "a capacidade de propagação do vírus se reforçou", disse Ma Xiaowei, presidente da Comissão Nacional de Saúde.

 

O novo vírus tem um período de incubação de até duas semanas e "é possível contágio durante o período de incubação", explicou Ma, destacando que é, portanto, "muito diferente da SARS". 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade