Publicidade

Correio Braziliense

Americano morre na cidade chinesa de Wuhan por novo coronavírus

Esta seria a primeira morte confirmada de um estrangeiro pela doença


postado em 08/02/2020 13:19

Vírus matou 722 pacientes na China(foto: NOEL CELIS/AFP)
Vírus matou 722 pacientes na China (foto: NOEL CELIS/AFP)
Um americano faleceu pelo contágio do novo coronavírus no epicentro da epidemia na China - informou a embaixada dos Estados Unidos, neste sábado (8), sobre o que parece ser o primeiro óbito confirmado de um estrangeiro por esta doença.


"Podemos confirmar que um cidadão americano de 60 anos declarado portador do coronavírus morreu em um hospital de Wuhan, na China, em 6 de fevereiro", declarou à AFP um porta-voz da embaixada dos Estados Unidos em Pequim.

"Apresentamos nossas mais sinceras condolências à família", afirmou a embaixada, acrescentando que não faria mais comentários para preservar a privacidade de seus familiares.

A cidade de Wuhan, onde teve início a epidemia de pneumonia viral em dezembro, e a província de Hubei (centro da China), da qual é capital, estão há duas semanas isoladas do mundo por um cordão sanitário.

O novo coronavírus já infectou mais de 34.500 pessoas e matou 722 pacientes na China continental (o que exclui Hong Kong e Macau), anunciaram hoje as autoridades sanitárias.

Fora da China continental, foram confirmados mais de 320 casos de contágio em cerca de 30 países e territórios. Até agora, dois cidadãos chineses morreram em Hong Kong e nas Filipinas.

O Ministério chinês das Relações Exteriores informou na quinta-feira que 19 estrangeiros foram infectados na China e que dois deles já estão curados. Sua nacionalidade não foi revelada.

Um japonês na faixa dos 60 anos, suspeito de estar infectado com o novo coronavírus, também faleceu em um hospital de Wuhan, conforme comunicado da Chancelaria do Japão. Ele havia sido internado com pneumonia viral grave, mas a causa não pôde ser formalmente identificada, completou a mesma fonte diplomática.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade