Mundo

Irã tem a menor participação de eleitores em eleição parlamentar desde 1979

Agência Estado
postado em 23/02/2020 11:38
O Ministério do Interior do Irã anunciou uma participação de 42,57% dos eleitores na recente eleição parlamentar, com o número ficando abaixo de 50% pela primeira vez desde a Revolução Islâmica de 1979. Os radicais iranianos conquistaram todos os 30 assentos parlamentares na capital, Teerã, informou a TV estatal neste domingo. A TV estatal também disse que o ex-prefeito de Teerã Mohammad Bagher Qalibaf, um dos principais candidatos ao cargo de orador parlamentar, foi o principal vencedor na capital, com mais de 1,2 milhão de votos. Os eleitores tinham opções limitadas na votação de sexta-feira, já que mais de 7.000 candidatos foram desqualificados, a maioria reformistas e moderados. Entre os desqualificados eram 90 membros do Parlamento do Irã, com 290 lugares, que queriam concorrer à reeleição. As autoridades ainda não divulgaram números sobre o comparecimento às urnas, o que é amplamente visto como uma medida de como os iranianos veem o país. Autoridades iranianas costumam divulgar números de participação dias depois das eleições. Uma baixa participação poderia sinalizar insatisfação generalizada com as autoridades do Irã, governantes e o sistema que presidem. O líder supremo do Irã acusou neste domingo de "propaganda" inimiga de tentar dissuadir as pessoas de votar ampliando a ameaça do coronavírus. Fonte: Associated Press

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação