Mundo

Estrada é construída com destroços de casas

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 24/02/2020 04:14
Restos de 105 residências formam trecho onde trafegam 9 mil carros

Em 2009, 105 casas na cidade de Córdoba, na Espanha, foram demolidas para expandir o aeroporto da cidade. A princípio, os destroços seriam enviados para um aterro, como é um procedimento comum. Porém, a Universidade de Córdoba teve a ideia de reciclar todos os detritos no local e usá-los para construir um trecho experimental de estrada na rodovia CH-2, que contorna a pista aeroportuária.

O trecho de estrada é usado por mais de 9 mil veículos diariamente. Após 10 anos de pesquisa, o estudo completo foi publicado. Os resultados são positivos, e a conclusão é de que os materiais reciclados de demolições são uma boa alternativa na construção de estradas. ;Nossa pesquisa mostra a viabilidade de usar esses materiais em um projeto real e por um longo período de tempo;, diz José Ramón Jiménez, responsável pelo estudo.

Um trecho da estrada foi construído com agregados naturais, comumente usados nessas construções. No trecho experimental, foram utilizados dois tipos de materiais reciclados: agregados reciclados misturados, provenientes de paredes e estruturas das residências, e agregados reciclados de concreto, vindos das fundações das residências. ;As propriedades da superfície da estrada foram mantidas nos dois casos, e as mecânicas mostraram-se até melhores;, diz o pesquisador.

A demolição de edifícios gera uma grande quantidade de materiais que, geralmente, acabam em aterros sanitários. Segundo os pesquisadores, esse estudo estabelece uma base científica para começar a redirecionar os materiais. ;Essa é uma amostra real que pode levar agências governamentais e empresas de construção a confiarem na demolição e nos resíduos de construção reciclados;, conclui José Ramón Jiménez.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação