Publicidade

Correio Braziliense

Fazendeiro escocês é condenado por socar ovelhas

Brown foi filmado por um agente secreto da organização de defesa dos direitos dos animais PETA


postado em 25/02/2020 13:41

Um fazendeiro escocês foi condenado a pagar 550 libras de multa por maus-tratos de animais depois de ser flagrado em um vídeo atingindo duas ovelhas no rosto, anunciou uma organização de defesa dos direitos dos animais nesta terça-feira.

 

William Brown, 59, deve pagar a multa depois de se declarar culpado de causar sofrimento desnecessário a dois carneiros em sua fazenda em Penicuik, sul de Edimburgo, em 2018.

 

A investigação foi realizada pela Sociedade Escocesa para a Prevenção da Crueldade contra Animais (SPCA), que está autorizada a denunciar casos de suposta crueldade à Promotoria.

 

Brown foi filmado por um agente secreto da organização de defesa dos direitos dos animais PETA.

 

A organização afirmou que é a primeira vez que um criador escocês se declara culpado após ser pego cometendo atos de “crueldade flagrante” com as ovelhas.

 

“É rotina na indústria escocesa de lã chutar, bater e pisar em ovelhas, mas até agora apenas uma pessoa – dos inúmeros trabalhadores da indústria de lã capturados abusando e maltratando ovelhas em 24 estábulos em toda a Escócia – foi condenada por crueldade com os animais”, afirmou a PETA em comunicado. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade