Mundo

Jornalista é morto em ex-reduto do Talibã no Paquistão

O Paquistão é considerado um dos países mais perigosos do mundo para jornalistas

Agência France-Presse
postado em 26/02/2020 11:35
O jornalista estava viajando com um policial local quando dois homens armados atiraram em seu veículo.Um jornalista morreu no Paquistão em uma zona que esteve sob controle do Talibã, em um novo ataque à mídia no país, informaram nesta quarta-feira (26/2) fontes policiais.

Javedullah Khan, de 36 anos, morreu na terça-feira em Matta, ex-reduto do Talibã paquistanês, perto do vale do Swat (noroeste), disse à AFP Muhammad Ijaz Khan, um oficial da polícia.

"Ele estava viajando com um policial local quando dois homens armados atiraram em seu veículo. Morreu imediatamente", disse Khan.

O Paquistão é considerado um dos países mais perigosos do mundo para jornalistas, que são com frequência detidos, espancados ou até mortos por criticar o exército ou grupos extremistas violentos.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação