Mundo

Grupo de sicilianos é multado por assistir a funeral na Itália

A Itália impôs restrições nacionais sem precedentes a seus 60 milhões de habitantes para controlar o coronavírus

Agência France-Presse
postado em 10/03/2020 14:28
A Itália como um todo excedeu 9mil casos de infecção do novo coronavírus e 463 mortes.Quarenta e oito pessoas foram multadas na Sicília nesta terça-feira (10/3) por participarem de um cortejo fúnebre, apesar da proibição imposta pela epidemia de coronavírus na Itália - informou a imprensa local.

A procissão foi organizada em direção ao cemitério pelas ruas de Porto Empedocle, uma pequena cidade a oeste da Sicília (sul), segundo a agência AGI.

O grupo foi multado a pedido de alguns transeuntes, indignados com a violação das medidas drásticas decididas na segunda-feira pelo chefe de governo Giussepe Conte e que deixaram todo país em isolamento.

A Promotoria da cidade de Agrigento, à qual Porto Empedocle está ligada, abrirá um processo criminal contra eles.

Os sicilianos correm o risco de serem condenados a três meses de prisão e a uma multa de 206 euros.

Até o momento, a Sicília registrou apenas 50 casos de coronavírus e nenhuma morte, enquanto a Itália como um todo excedeu 9mil casos de infecção e 463 mortes, segundo dados oficiais.

A conferência episcopal italiana aprovou a decisão do governo de proibir todas as missas e funerais públicos em todo território até 3 de abril.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação