Mundo

Apoio de plataforma

Correio Braziliense
Correio Braziliense
postado em 18/03/2020 04:14
O mapeamento da reação imunológica ao vírus da Covid-19 é inédito. Segundo Oanh Nguyen, pesquisador da Universidade de Melbourne, estudos anteriores sobre o vírus da gripe comum ajudaram a equipe a acelerar o trabalho. ;Analisamos toda a amplitude da resposta imune na paciente usando o conhecimento que construímos ao longo de muitos anos analisando as respostas imunes em pacientes hospitalizados com influenza;, afirma o cientista, em comunicado.

Uma plataforma sobre preparação para pesquisas sobre doenças infecciosas emergentes, chamada SETREP-ID, ajudou no mapeamento. Com ela, é possível investigar, por exemplo, grande variedade de amostras biológicas presentes em viajantes que retornam em um local de surto infeccioso.

;Quando a Covid-19 surgiu, já tínhamos ética e protocolos em vigor, para que pudéssemos começar a analisar rapidamente o vírus e o sistema imunológico em grandes detalhes;, conta o médico Irani Thevarajan, que lidera a SETREP-ID. De acordo com ele, a plataforma é usada em vários hospitais de Melbourne como ferramenta para conter a pandemia.

Está previsto que a plataforma passa a ser usada nacionalmente, e os cientistas não descartam que seu estudo tome proporções ainda maiores. ;Esperamos agora expandir nosso trabalho nacional e internacionalmente para entender por que algumas pessoas morrem de Covid-19 e, assim, desenvolver mais conhecimento para ajudar na resposta rápida a esse vírus e a futuros vírus emergentes;, diz Katherine Kedzierska.


Rússia testa vacinas
A Rússia anunciou ter iniciado testes em animais de uma vacina contra o novo coronavírus. O centro estatal de pesquisas em virologia e biotecnologia Vektor criou uma dezena de fórmulas, assim como testes para a detecção do Sars-Cov-2. A expectativa é de que, em três meses, após os resultados dos testes com as cobaias, eles apresentam as combinações mais promissoras. ;Já começamos os testes com animais de laboratório (...) para avaliar a eficácia e a segurança da vacina. A partir de junho, planejamos apresentar um ou dois tipos, cujos testes apresentem os melhores resultados;, disse, ao canal Rossia 1, Ilnaz Imametdinov, diretor do órgão.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação