Mundo

Entra em vigor toque de recolher na Bolívia por coronavírus

Com um megafone na mão, um policial alertava os poucos cidadãos que transitavam nas ruas do centro de La Paz que ''o comércio fechará às 3 da tarde, o transporte público será paralisado até às quatro e o privado, às seis da tarde''

Agência France-Presse
postado em 18/03/2020 22:36

Com um megafone na mão, um policial alertava os poucos cidadãos que transitavam nas ruas do centro de La Paz que ''o comércio fechará às 3 da tarde, o transporte público será paralisado até às quatro e o privado, às seis da tarde''A Bolívia experimentou na tarde desta quarta-feira o primeiro toque de recolher de doze horas diante da epidemia de coronavírus, uma medida que mobiliza milhares de militares e policiais para patrulhar as ruas, constatou a AFP.

Com um megafone na mão, um policial alertava os poucos cidadãos que transitavam nas ruas do centro de La Paz que "o comércio fechará às 3 da tarde, o transporte público será paralisado até às quatro e o privado, às seis da tarde".

O toque de recolher é suspenso às cinco da madrugada.

Na noite de terça-feira, a Bolívia decretou emergência sanitária, que além do toque de recolher prevê o fechamento das fronteiras, entre outras medidas.

Por determinação do governo, "todos os habitantes da Bolívia deverão permanecer em suas residências a partir das 17H00 horas, cinco da tarde, até às cinco da manhã do dia seguinte".

O pacote determina o fechamento das fronteiras para cidadãos estrangeiros a partir de quinta-feira e, no dia seguinte, a suspensão de todos os voos internacionais.

Essas medidas estarão em vigor até 31 de março, quando a situação será reavaliada.

O transporte interdepartamental e interprovincial também será suspenso, e apenas o trânsito de alimentos e outras providências necessárias serão permitidos.

Na quarta-feira, a jornada de trabalho foi reduzida de oito para cinco horas, enquanto as aulas estão suspensas até o final do mês.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação